Me devolva a alegria da minha salvação

O Salmo 51 foi escrito por Davi, e nele Davi reconhece o pecado que cometeu diante de Deus ao enviar Urias para morrer na batalha. É por isso que vemos o salmista implorando ao Senhor por sua salvação, por aquele terrível pecado de sacrificar um homem na guerra por provar o gosto da carne.

Davi sentiu que seu espírito não era nada bom, que Deus não ficaria satisfeito com isso. Algo que devemos lembrar é que este homem foi avisado pelo profeta de que as consequências viriam pelo que ele havia cometido diante de Deus.

10 Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto.

11 Não me lances fora da tua presença e não retires de mim o teu Espírito Santo.

12 Torna a dar-me a alegria da tua salvação e sustém-me com um espírito voluntário.

Salmos 51:10-12

O Senhor ficou irado contra Davi, por isso pelo mesmo pecado cometido por Davi, ele perdeu um filho, que não importava quanto sacrifício fizesse, não importava quanto clamava todos os dias, ele não conseguia nada. Davi, vendo a tristeza e dor que havia entrado em sua vida, menciona as palavras do versículo dez do Salmo 51.

Davi pediu um coração limpo e a renovação de seu espírito, ou seja, ele reconheceu seu fracasso e estava pedindo a Deus que mudasse tudo nele, para torná-lo alguém melhor diante de Sua presença.

Nos versos seguintes ele pede para não ser rejeitado, que o Espírito de Deus continue com ele, porque depois desse pecado, era possível que Deus se separasse do salmista. Por fim, ele diz: “Torna a dar-me a alegria da tua salvação e sustém-me com um espírito voluntário”. Peçamos a Deus todos os dias andar com passos firmes diante dEle, e se um dia cairmos, vamos nos arrepender perante dEle, peçamos que Ele nos perdoe, que Seu Espírito não se afaste de nós e que nos devolva a alegria da Sua salvação.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *