Não há maior amor do que o amor de Deus

Que história nos ajudaria hoje a dar uma ilustração do amor de Deus por seus filhos? São muitas as histórias românticas, onde nos mostram o amor apaixonado de um homem por uma mulher e vice-versa. Mas não adianta citar aqui essas histórias, pois perdem todo o brilho ao se depararem com o incrível e incomparável amor de Deus.

Por que Deus nos amou? Nós merecemos isso? A resposta curta é que Deus não nos amou porque somos bons, mas porque éramos maus e precisávamos de redenção e salvação.

O seguinte versículo é possivelmente o mais famoso de toda a Bíblia, até mesmo uma criança pode memorizá-lo:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16

Deus nos amou “de tal maneira”

Não há palavras aqui para expressar o amor de Deus por nós, e é por isso que o autor usa a expressão “de tal maneira”, o que implica que a forma como Deus nos amou foi tão sublime que simplesmente não existe uma lógica definição do seu amor.

Por que o amor de Deus por nós é tão incrível? Esta é uma boa pergunta, pois se formos para a lógica humana, ninguém daria a vida por pessoas que os odeiam ou desprezam, mas, apesar disso, Cristo deu a vida pelos pecadores, sim, precisamente por pecadores como nós que o amamos.

É por isso que Deus se deu a nós, morrendo na cruz, pelo o Seu infinito amor para nos salvar.

Só em Cristo há salvação

Cristo morreu por uma coisa: “Para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” A salvação não é buscada em mais nada, mas olhando para a cruz de Cristo, onde deu a vida por nós para nos libertar das chamas do inferno e perdoar os nossos pecados, conduzindo-nos à reconciliação com o Criador de todas as coisas: Deus.

Que esta salvação dê frutos em nossas vidas, que possamos crer fielmente que em Cristo temos a vida eterna e que a salvação não pode ser encontrada em nenhum outro lugar.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *